213

O ESTUPRO, A IDEOLOGIA E O LADO EM QUE VOCÊ ESTÁ

Essa coisa pavorosa que aconteceu no Rio e mobilizou a internet provocou no Sensacionalista uma inusitada postura: um dia sem piadas. Certamente não tinha como fazer graça com qualquer coisa.

O próprio Sensacionalista, hoje, fazendo “piada séria”, apontou a ferida para todos com sua manchete: “Polícia do Rio vai considerar mortos em áreas violentas como homicídio consensual”.

É uma resposta perfeita para a execrável atitude do delegado incumbido do caso. A advogada da vítima está pedindo a substituição desse delegado, que chegou a perguntar para a menina se ela “tinha por hábito fazer sexo em grupo”. Dá pra acreditar?

Mesmo no desespero dessa situação, vamos tirando vários ensinamentos. Ah, podemos deixar as piadas de lado, mas nunca podemos perder a chance de aprender coisas. O estupro ocorreu uma semana depois do fechamento do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, pelo interino Temer.

Exato: para toda a ideologia que invadiu o governo — essa ideologia que sempre quer fingir que não é uma ideologia —, não vale gastar nem um centavo com esse órgão que tinha um papel importante e consumia uma fração inexpressiva do orçamento federal.

Então aprendemos que o mercado não está fazendo nada pelas mulheres, a não ser pagar-lhes salários menores e fazer delas exposição publicitária — como a glamourização do estupro que ilustra este texto.

É nessa hora que vemos que todos os ideólogos da derrubada da Dilma estão comprometidos com o machismo: Olavo de Carvalho e seu feminismo como “coisa de mulher trouxa”, Reinaldo Azevedo e sua crítica à “patrulha feminazi”, Frota e sua piada do estupro da freira, Kim Kataguiri e suas feministas semelhantes ao miojo, Bolsonaro e sua fileira de barbaridades, para não falar de todos os “pastores” políticos que querem as mulheres inocentes dentro de casa: somente essas não merecem ser estupradas.

É mais um momento para você entender muito bem de que lado você está, ou deveria querer estar, no meio desta merda toda.